Em Quais Ativos Realizar Day Trade?

Apesar de ser possível realizar day trade com praticamente qualquer ativo negociado em leilão, normalmente existe uma preferência por ativos com muita liquidez e volatilidade histórica. A primeira irá garantir que o day trader consiga entrar e sair do ativo com facilidade, sem contar que o spread entre a ponta de venda e a de compra será pequeno. A segunda irá aumentar seu potencial de lucro em relação aos demais ativos, pois quanto maior for a amplitude das variações maior será o potencial de lucro caso a operação dê certo e, conseqüentemente, maior será o prejuízo caso o investidor não liquide uma operação perdedora a tempo.

Ações que compõe o Índice Bovespa, em condições normais, possuem muita liquidez, mas ações são ativos com menor potencial de volatilidade se comparados às opções e contratos futuros. Isso faz com que seja necessário destinar uma quantidade de dinheiro considerável para que o retorno obtido em operações de day trade com ações compense o tempo que essa atividade demanda.

Por exemplo, um investidor que realiza day trade com R$ 12.500,00 numa ação cujo valor é R$ 30,00 terá uma posição comprada de 400 ações. Mesmo que realize uma operação que lhe renda 3%, o que ainda assim pode ser considerado um grande spread para uma operação de day trade com ações, terá um lucro de líquido em torno de R$ 320,00. Resultado que para muitos não justificaria o tempo gasto na operação. Talvez o ideal para ele fosse abrir uma posição de longo prazo no ativo e se dedicar à sua vida profissional.

Uma maneira de aumentar o potencial de retorno fazendo day trade no mercado de ações é operar utilizando margem, ou seja, utilizando alavancagem assim como nos contratos futuros. Isso compensará o menor potencial de volatilidade de uma ação, mas também alavancará na mesma proporção quaisquer prejuízos, aumentando a exposição do day trader ao risco.

Supondo que no exemplo anterior o investidor utilizasse a alavancagem de 6x que sua corretora lhe oferece, seu retorno seria de R$ 2.150,00, ou seja, algo em torno de 18% sobre o valor do seu capital. Mas se a operação desse errado e o ativo se desvalorizasse 3%, o day trader teria perdido esse mesmo valor e precisaria ganhar 21% sobre os R$ 10.350,00 que restaram para voltar a ter R$ 12.500,00.

“Compra barato, vende mais caro. Fica vendido quando está caro, encerra a posição quando fica barato. Day traders são como surfistas tentando pegar ondas, porém numa praia rasa e rochosa“.

Alexander Elder

Talvez o menor potencial de volatilidade e a maior quantidade de dinheiro necessária sejam as principais razões porque grande parte dos investidores que fazem day trade prefere o mercado de derivativos em relação ao mercado de ações. Os mini contratos futuros requerem uma margem relativamente baixa para serem operados. E além de possuírem alavancagem e muita liquidez, abrir uma posição vendida num contrato futuro é muito mais simples do que numa ação, permitindo que o day trader se beneficie da desvalorização de um ativo com a mesma simplicidade operacional de ser abrir uma posição comprada.

É preciso deixar claro, no entanto, que excesso de liquidez assim como a falta dela também é ruim. Em ativos como mini índice futuro, mini dólar e algumas opções a maior parte da liquidez é gerada por operações de mecanizadas de investidores institucionais. Isso faz com que esses ativos sejam extremamente manipulados e que os movimentos de preço em geral sejam mais difíceis de serem preditos.

No exemplo, o day trader teria margem para operar cerca de 4 contratos de mini índice futuro. Supondo que tivesse comprado o 4 contratos por 55.000,00 pontos e vendido após uma valorização de 3%, o lucro auferido seria de R$ 1.320,00 ou 10,5% sobre o valor investido (margem inicial).

Por último, o mercado de opções oferecerá o maior potencial de volatilidade em relação aos exemplos citados, exigindo em contra partida maior exposição ao risco. Muitos investidores, em especial os iniciantes, tentam auferir grandes retornos num curto espaço de tempo especulando com opções, no entanto, a grande maioria eventualmente leva um grande prejuízo e acaba desistindo. Alguns têm sorte no começo e geram ganhos enormes. Contudo, essas “vitórias” tendem apenas a acelerarem as suas ruínas, pois aumentam a confiança e os tornam mais irresponsáveis, consequentemente levando-os ao fracasso.

"Os grandes erros são muitas vezes feitos, como as cordas, a partir de uma quantidade de pequenos fios".

Victor Hugo

São raríssimos os casos de investidores que conseguem ganhar dinheiro no longo prazo especulando com opções, ou seja, comprando a seco e vendendo a descoberto. No primeiro caso o risco máximo se resume ao total do capital imobilizado na operação, já no segundo caso o risco é ilimitado. Um investidor inteligente jamais assume um risco que seja grande o suficiente para acabar com todo seu capital, ou pior ainda, que possa fazer com que fique devendo.

Uma opção não é um investimento, mas um instrumento criado para proteger um investimento. Entretanto, para os especuladores considerados arrojados, uma aposta direcional no movimento do preço de uma opção, quando correta, tende a oferecer um retorno muitas vezes superior aos exemplos citados.

Supondo que aquele mesmo day trader comprasse 10.000 opções de compra sobre aquela ação no valor de R$ 1,20 cada,  com a valorização de 3% da ação suas calls se valorizariam para algo em torno de R$ 1,75. O investidor teria auferido um ganho de 45% sobre seu capital, ou seja, R$ 5500,00. Caso isso ocorresse na semana do vencimento seu ganho seria ainda maior.

Contudo, caso sua operação desse errado e ao invés de valorizar a ação se desvalorizasse 3%, suas opções iriam se desvalorizar para algo em torno de R$ 0,40, ou seja, um prejuízo de 66% sobre o total do seu capital. Para recuperar esse prejuízo o investidor teria que ganhar 320% sobre o valor restante (R$ 3.000,00), e isso apenas para voltar ao “zero a zero” (R$ 12.5000,00).

Conforme dito anteriormente, o tempo é o maior inimigo de quem compra uma opção. O prêmio de uma opção perde valor extrínseco com a passagem do tempo. Caso essa desvalorização ocorresse na semana do vencimento essa opção do dinheiro praticamente viraria pó. O day trader perderia quase todo o seu capital em razão de uma desvalorização relativamente pequena da ação e quando se chega a zero não há retorno.

“A chave para o sucesso no mercado está na responsável administração do capital e do risco”.

Capital e Valor

Talvez o maior perigo de fazer day trade com derivativos esteja exatamente naquilo que potencializa o lucro, a alavancagem. Uma pequena variação de preço contra a posição do day trader pode lhe causar um grande prejuízo, ou mesmo, tirá-lo do mercado, havendo assim pouca margem de erro. Evite operar alavancado ou com dinheiro emprestado antes que tenha adquirido experiência ou sem qualquer estratégia de cobertura de risco.

Quando o day trade é apenas um hobby não há problema algum em brincar com o risco. Mas se o dinheiro investido for uma poupança ou caso se vá precisar dele numa data próxima, o day trader estará sobre uma pressão psicológica inconfortável. Escravo da necessidade de ser bem sucedido estará condenado ao insucesso. Alguns perdem tudo e atingem o fundo do poço logo de cara assim que começam a fazer day trade. Já outros perdem durante anos, depositando mais dinheiro a cada vez que perdem para se manterem operando, cavando aos poucos as suas próprias sepulturas.

A grande contradição do day trade é que essa atividade requer muita disciplina e responsabilidade ao mesmo tempo em que tende a atrair pessoas extremamente impulsivas e facilmente influenciáveis, que rapidamente viciam em operar no curto prazo. Como o day trade envolve um volume muito maior de operações em relação a investimentos de longo prazo, há mais oportunidade para o erro e, consequentemente, para o prejuízo. E assim como a alavancagem, isso faz com que o risco do investidor aumente exponencialmente.

Muitos day traders até conseguem realizar operações de sucesso com freqüência, mas movidos pela ambição e ansiedade tendem a voltar para o mercado nos momentos errados. Agindo com impaciência acabam devolvendo grande parte do lucro obtido anteriormente ou deixam seus lucros se transformarem em prejuízos diante de seus próprios olhos, sempre insistindo nos mesmos erros e ignorando as regras de sua estratégia e os riscos do mercado.

Esses indivíduos possuem alguns comportamentos típicos, tais como não saber definir uma perda, não liquidar uma operação mesmo quando a possibilidade de lucro diminuíra muito, não reverter sua posição quando o mercado indica claramente uma reversão, ficar imobilizado e não executar a operação que planejou ou não cortar uma perda, realizar operações de vingança, alavancado ou fazendo preço médio na tentativa de recuperar um drawdown, até mesmo realizar protestos na sede da Bovespa. Tais comportamentos além de resultarem em operações frustradas, conduzem invariavelmente à pobreza.

De uma maneira geral, o mercado expõe os piores defeitos da personalidade de um investidor. Uma pessoa que erra pela primeira vez é uma pessoa que vive, investiga e experimenta. Aquele que repete os mesmos erros vez após vez mesmo sabendo o que seria certo fazer se comporta como um neurótico. Incapaz de aprender com os próprios erros estabelece um padrão de sucesso sobre um período de tempo e depois devolve todos os ganhos em uma operação que dá errado.

Para se tornar um day trader o investidor deve antes de tudo provar para si mesmo que consegue fazer mais dinheiro com day trade do que com investimentos de longo prazo. Caso contrário será apenas mais um esforço cujo resultado não compensará aplicá-lo.

“Os truques superficialmente vistosos para atingir resultados melhores do que o mercado são sempre os mesmos: Por períodos curtos, contando que a sorte se mantenha, eles funcionam. Mas com o tempo, matarão você”.

Benjamim Graham

Toda operação no mercado, seja de day trade ou de longo prazo, deve seguir alguma estratégia. Deve possuir um objetivo de lucro e da mesma forma, um plano de defesa para o caso de algo der errado. Tal defesa pode consistir desde um simples limite de perda até um hedge da posição com derivativos. Mas o principal é definir racionalmente o que deverá ser feito e o momento de fazê-lo. Quanto mais “mecânico” for este processo, maior controle sobre o risco o investidor terá.

Existem casos de pessoas que entraram no mercado com pouco dinheiro e conseguiram aumentar seu capital consideravelmente especulando, seja alavancado em ações ou fazendo day trade com derivativos. Mas poucos são os que realizam o lucro e o consolidam em patrimônio. Após algumas vitórias iniciais a grande maioria vicia no “jogo” e invariavelmente devolve tudo o que ganhou ao mercado, ou no caso específico do jogador, ao cassino.

Independente do quão rápido se aufere um grande retorno no mercado é importante compreender que o mercado de capitais é um investimento de longo prazo que requer estudo, paciência, disciplina e estratégia. Tais qualidades devem ser desenvolvidas a tempo, antes que o investidor perca todo seu capital operando de maneira impulsiva e ignorante. Caso você pretenda ser um participante ativo desse mercado estabeleça antes a meta de aprender a investir ao invés de tentar enriquecer rápido.

“O dinheiro grande não está nas flutuações de curto prazo e sim nos grandes movimentos dos preços, os quais não aparecem num gráfico intraday, mas na tendência principal do mercado”.

Jesse Livermore

Adquirida já por R$ 19,50 todo o CONTEÚDO dos módulos de Introdução, Análise Técnica, Estratégias de Investimentos e Análise Fundamentalista no Ebook Capital e Valor nos formatos KindlePDF e EpubClique aqui para maiores informações!

Além dos artigos de educação financeira, o portal Capital e Valor disponibiliza Análises Financeiras, Cotações e Múltiplos calculados em Tempo Real, Evolução dos Resultados e Indicadores em Gráficos Interativos, Rankings de Desempenho Setorial e Geral das S/A, um Banco de Dados em planilha com os Resultados Trimestrais Históricos (ITR e DRE), Múltiplos e Cotações de mais de 376 empresas listadas na Bovespa, bem como um Módulo Financeiro para controle de finanças pessoais, planejamento e evolução econômica. Acesse aqui e aproveite dos nossos serviços.