Canais de Tendência de Alta e de Baixa dos Preços

O canal de tendência é uma técnica de projetar graficamente a tendência do preço. A evolução das cotações fica limitada por uma linha de resistência (linha superior que conecta uma série de topos) e uma linha de suporte (linha inferior que conecta uma sequência de fundos). Um canal com inclinação negativa é considerado um canal de baixa, enquanto que um canal de tendência com inclinação positiva é considerado um canal de alta.

Traçar uma linha de canal é relativamente simples. Primeiro traça-se uma linha de tendência, depois se traça uma linha paralela a esta partindo-se do primeiro topo ou fundo significativo. Ambas as linhas se movem para a direita formando um canal. Se no próximo topo formado os preços atingirem a linha do canal e depois retraírem está confirmado o canal de tendência. A inclinação do canal pode ser ascendente, descendente ou mesmo nula. No caso de uma tendência de alta é uma linha traçada sobre os topos juntamente com uma linha de suporte.

“Jamais embarque nas especulações da moda. Com freqüência, a melhor hora de se comprar alguma coisa é quando ninguém a quer”.

Capital e Valor

No caso de uma tendência de baixa é uma linha traçada sobre os fundos, juntamente com uma linha de resistência.

Canal de baixa definido entre a linha de resistência e de suporte.

"Não opere em todos os dias do ano. Opere apenas quando o mercado estiver numa tendência de alta ou de baixa definida. Opere na direção da tendência geral do mercado. Se está subindo opere comprado, se está caindo opere vendido e, se estiver de lado fique fora".

Jesse Livermore

Ativo com preços em tendência lateral.

"É tempo de nos levantarmos e aplaudir aquele que faz, que alcança, aquele que reconhece o desafio e faz alguma coisa".

Vince Lombardi

A utilidade da linha de canal é evidente, o investidor pode comprar quando os preços chegam à linha de tendência e liquidar sua posição quando chegam à linha do canal, além de servirem para projetar os preços de um ativo no futuro.

Conforme mencionado, a linha de suporte de um canal tende a ser uma zona de pressão compradora e a linha de resistência uma região de pressão vendedora, além de ser um excelente ponto para se colocar uma ordem stop de venda. Dessa observação uma das maneiras mais diretas de operar canais é comprar próximo ao suporte (linha inferior) e vender quando os preços se aproximarem da resistência (linha superior).

Analisando esses topos e fundos dentro de um canal com o auxílio de outros indicadores, em especial osciladores como IFR e estocástico, você perceberá que muitas vezes os indicadores sinalizarão um estado de super-compra ou super-venda quando os preços estiverem próximos ao suporte ou à resistência. Essa indicação reforça as chances de reversão na extremidade do canal.

Outra técnica interessante é a conjunção de candles com canais. Encontrar padrões de reversão nas proximidades de uma extremidade reforça a chance de que o suporte ou a resistência se manterá. Eventualmente, também haverão oportunidades quando a linha do canal for efetivamente rompida pela linha do preço.

“Se em determinado momento você achar que o mercado está errado volte à realidade: Errado está você”.

Capital e Valor

Adquirida já por R$ 19,50 todo o CONTEÚDO dos módulos de Introdução, Análise Técnica, Estratégias de Investimentos e Análise Fundamentalista no Ebook Capital e Valor nos formatos KindlePDF e EpubClique aqui para maiores informações!

Além dos artigos de educação financeira, o portal Capital e Valor disponibiliza Análises Financeiras, Cotações e Múltiplos calculados em Tempo Real, Evolução dos Resultados e Indicadores em Gráficos Interativos, Rankings de Desempenho Setorial e Geral das S/A, um Banco de Dados em planilha com os Resultados Trimestrais Históricos (ITR e DRE), Múltiplos e Cotações de mais de 376 empresas listadas na Bovespa, bem como um Módulo Financeiro para controle de finanças pessoais, planejamento e evolução econômica. Acesse aqui e aproveite dos nossos serviços.