Como Investir no Mercado de Ações?

Ações podem ser negociadas à vista ou para liquidação futura. No mercado à vista ainda é possível negociar ações através de margem ou limite diário. Uma compra em margem consiste na aquisição de ações no mercado à vista com recursos financiados por uma corretora. Uma venda em margem representa uma operação de empréstimo de ações para uma posterior venda no mercado (venda a descoberto).

Normalmente as corretoras fornecem até o 100% do capital do investidor para compras em conta margem, cobrando uma taxa de juros de 1,5 a 3% ao mês, sendo o valor diário dos juros cobrado a cada dia. Para operações de day trade algumas corretoras alavancam em até 10X o capital de seus clientes, seja para compras no intraday ou para vendas de ações a descoberto. Em ambos os casos as operações devem ser liquidadas geralmente até as 16:30, entretanto, é possível manter a posição mediante o pagamento de juros e taxas adicionais.

A valorização ou a desvalorização do preço de uma ação está intimamente ligada à performance operacional da empresa, pelo menos em intervalos longos de tempo. Contudo, vale destacar que em intervalos curtos, ou até médios, de tempo, a oscilação de preço de uma ação pode ter pouco a ver com desempenho operacional da empresa em questão. O preço de uma ação, assim como de qualquer ativo (ou mercadoria) que está sujeito à oferta e à demanda, e é negociado num mercado onde essas forças atuam, está sujeito a inúmeros fatores que às vezes pouco tem a ver com o seu desempenho, ou mesmo, com o seu valor intrínseco. O humor do mercado, reação exagerada de compradores/vendedores a notícias positivas ou negativas para a empresa, o comportamento de manada dos investidores, exagerando movimentos de quedas ou de subidas de preço são fatores que normalmente tornam muito difícil prever oscilações de preço em intervalos curtos de tempo.

"Na economia é fácil explicar o passado. Mais fácil ainda é predizer o futuro. Difícil é entender o presente."

Joelmir Beting

Entretanto, no longo prazo a evolução dos preços das ações está diretamente relacionada aos desempenhos das empresas. O investidor que souber escolher empresas que apresentarão bons desempenhos no futuro em relação às suas situações correntes e em relação aos seus concorrentes, e que pagarem um preço razoável por suas ações, muito provavelmente serão premiados com retorno de apreciação de seus preços, sendo o contrário igualmente válido. Este conceito é conhecido como investimento em valor e vários dos grandes investidores o aplicaram ou o aplicam de uma maneira ou de outra, tais como Warren Buffett, Benjamin Graham, dentre outros.

Muitas vezes ao focar na busca pelo melhor momento para comprar uma ação os investidores só avaliam o preço e não o valor. O preço é a cotação do ativo. Já o valor é uma noção mais subjetiva e, muitas vezes, distante do preço. O valor representa a real representação de riqueza de um ativo, enquanto que o preço é simplesmente o reflexo monetário da disposição momentânea dos participantes em negociar esse ativo. Conseguir auferir o valor (preço justo) de um ativo é uma tremenda vantagem competitiva, pois permite ao investidor um referencial de preço para saber se algo está caro ou se está barato. E é daí que surgem as oportunidades de comprar abaixo do preço justo e vender acima ou no preço justo.

Além disso, muitos investidores buscam aumentar o retorno de seus investimentos em ações realizando operações periódicas de compra e de venda, tentando seguir a tendência do mercado. Entretanto, no longo prazo são poucos aqueles que conseguem superar o rendimento de uma carteira buy & hold. É preciso compreender que grande parte do risco em investimentos de renda variável está diretamente associada ao comportamento dos investidores no mercado. E obviamente, se este comportamento também for de risco, o risco do investimento será muito maior.

“Não temos que ser mais espertos do que os outros apenas mais disciplinados”.

Warren Buffett

Operar a tendência do mercado é um processo muito mais trabalhoso por exigir uma maior dedicação para acompanhar o mercado regularmente. Além disso, possui maiores custos operacionais e com impostos. Fatores que quando somados num longo período de tempo podem resultar numa performance inferior à rentabilidade de uma carteira buy & hold, ou até mesmo inferior à renda fixa, situação em que o resultado medíocre auferido não compensará o tempo e o esforço aplicado, tão pouco o risco.

Embora o folclore do mercado destaque sempre casos de investidores que tiveram grandes ganhos no curto prazo, não deve ser esta a expectativa de quem pretende investir em ações. O primeiro passo é desenvolver uma técnica para selecionar ações e outra para analisar as cotações de preço, os fundamentos das empresas e os indicadores econômicos. Isso significa desenvolver um método definido para investir no mercado de capitais, deixando de lado quaisquer palpites e intuições, mas se mantendo flexível para mudar a constituição sua carteira de ativos a partir do momento em que alguma de suas ações não se mostrar mais atrativa.

Esse método utilizará duas técnicas, uma para selecionar um grupo de ações que se tem interesse em investir, cujas cotações você irá acompanhar com regularidade, e outra para analisar o mercado e o preço desses ativos, a qual definirá quando comprar e vender as ações dessas empresas. Uma seleção cuidadosa significa escolher empresas que vêm apresentando históricos de bons resultados financeiros e que se mostram capazes de perpetuar o desenvolvimento de bons fundamentos no futuro, gerando resultados melhores, o que implicará em boas perspectivas para essas ações.

“Se os experts do mercado de ações fossem tão espertos, eles estariam comprando ações e não vendendo conselhos.”

Norman R. Augustine

Fica claro então que não se trata de um processo de tentativa e erro ou simplesmente comprar um gráfico do preço, mas todo um processo de investigação e  de análise que busca diminuir os riscos e otimizar os retornos. Assim, antes de comprar qualquer ação é importante analisar tanto o gráfico das cotações como os fundamentos da empresa, assim como a tendência atual do mercado e do setor a que tal companhia pertence. É isso que irá embasar a sua tomada de decisão.

A partir daí, torna-se fundamental aprender a acompanhar e a avaliar o desempenho das empresas em que você investe ou pretende investir, bem como ter a disciplina de fazê-lo. Com o passar do tempo o investidor tende a se tornar um especialista em determinados setores ou empresas, compreendendo os fundamentos, indicadores econômicos, insumos e demais fatores que influenciam o desempenho e as perspectivas futuras dos mesmos e, consequentemente, o preço de suas ações.

Do outro lado estão os especuladores, que de uma maneira geral não costumam dar atenção aos fundamentos ou às causas dos movimentos do mercado. Utilizando-se de diversas táticas e alavancagem buscam tomar vantagem dos movimentos dos preços e tendem a realizarem seus lucros rapidamente.

Em suma, o especulador está em busca de mudanças na expectativa do mercado. Já os investidores de longo prazo buscam ativos que tenham potencial de valorização real, objetivam comprar ações de boas empresas a preços mais atraentes. Em ambos os perfis o sucesso depende de estudo e foco, fazendo uso do senso crítico para eliminar dicas, previsões econômicas ou informações equivocadas e projeções de preços irrealistas.

"Nunca existiu uma grande inteligência sem uma veia de loucura".

Aristóteles

Neste ponto, o grande desafio é desenvolver um método de análise que permita ao investidor selecionar as ações que possuam as melhores probabilidades de valorização e, ao mesmo tempo, minimizar os riscos de sofrer grandes prejuízos. A estratégia é fazer a triagem daquelas empresas que apresentem os melhores indicadores e melhores perspectivas de rentabilidade para o futuro. E isso só poderá ser construído através do estudo e da dedicação.

Caso deseje investir em ações, o investidor deve ser criterioso, avaliando a rentabilidade da empresa e comparando-a às concorrentes do seu setor com a finalidade de fazer um julgamento assertivo sobre as suas perspectivas. Ações de smallcaps e midcaps muitas vezes oferecem melhores oportunidades em relação às tradicionais blue chips. Invista em empresas que apresentem uma real perspectiva de crescimento e que possam mantê-la no futuro, isso é essencial para uma estratégia buy & hold.

Não compre ações simplesmente pela análise do gráfico do preço e também não diversifique exageradamente a sua carteira. A sua capacidade para realmente acompanhar e avaliar ativos é limitada, portanto, uma pequena carteira de boas empresas pode ser melhor acompanhada. Além disso, não invista apenas porque outros investidores o estão fazendo. Fuja do comportamento de manada e fique longe das bolhas especulativas, ações que se valorizam indiscriminadamente de uma hora para outra sem um motivo concreto, muitas vezes não estando atrelados aos fundamentos das empresas. Não se preocupe muito com as variações de curto prazo, nem com opiniões alarmistas sobre a tendência do mercado. O mais importante é seguir a estratégia que você desenvolveu como investidor e evitar fazer o papel de tolo.

“Após muitos anos, a observação nos ensinou que os piores prejuízos resultam de investimentos em ações de empresas de baixa qualidade em momentos de alta no mercado. Durante uma tendência de alta, pode-se facilmente confundir um pangaré por um puro sangue”.

Benjamin Graham

Adquirida já por R$ 19,50 todo o CONTEÚDO dos módulos de Introdução, Análise Técnica, Estratégias de Investimentos e Análise Fundamentalista no Ebook Capital e Valor nos formatos KindlePDF e EpubClique aqui para maiores informações!

Além dos artigos de educação financeira, o portal Capital e Valor disponibiliza Análises Financeiras, Cotações e Múltiplos calculados em Tempo Real, Evolução dos Resultados e Indicadores em Gráficos Interativos, Rankings de Desempenho Setorial e Geral das S/A, um Banco de Dados em planilha com os Resultados Trimestrais Históricos (ITR e DRE), Múltiplos e Cotações de mais de 376 empresas listadas na Bovespa, bem como um Módulo Financeiro para controle de finanças pessoais, planejamento e evolução econômica. Acesse aqui e aproveite dos nossos serviços.